Bar alfenense troca óleo usado por sabão, que além de ajudar o meio ambiente, traz economia para os sócios.

12/07/2016


Nova postura ambiental destaca o Januário Bar.

Você sabia que um litro de óleo pode contaminar até 1 milhão de litros de água? O descarte incorreto pode começar causando danos a sua casa, pelo entupimento dos encanamentos, depois a cidade, com estragos nas tubulações, e por fim chegar de maneira muito agressiva ao meio ambiente, com os impactos nos corpos d’água e no ecossistema ao redor. O óleo de cozinha polui os córregos, rios e lagos, tendo grande influência na morte de peixes e algas ao bloquear a entrada de luz solar na água, impedindo a respiração e fotossíntese.

Segundo dados da Biocoleta, o óleo é o maior poluidor de águas doces e salgadas das regiões mais adensadas do Brasil. Em um cenário em que as pessoas ainda não despertaram para a urgência em fazer um descarte adequado dos seus resíduos, nosso país, que é um dos mais ricos em recursos hídricos, vê essa grande riqueza se perder pelas contaminações e age pouco para reverter a situação.

Na posição de assumir e fazer sua parte na responsabilidade compartilhada, os sócios Renato Félix e Lerisson Ferreira, proprietários do Januário Bar, em Alfenas/MG, vem adotando medidas sustentáveis e a gestão do grande volume de óleo de fritura utilizado é uma delas. O montante do óleo armazenado é destinado para a fabricação de sabão, que são retornados para serem utilizados nas atividades de limpeza do estabelecimento.

A medida além de integrar o bar em processos sustentáveis, tanto ambiental, como econômico pela economia na compra de sabões, integra os clientes em atitudes em prol do planeta, fazendo com que seja parte das atitudes por um caminho de mais sustentabilidade.

Segundo os proprietários, se bares, restaurantes e lanchonetes não possuírem medidas sustentáveis para gerenciamento desse resíduo, ao realizar qualquer fritura, todos serão responsáveis diretamente para tamanha poluição. “Temos que fazer a nossa parte, e dar exemplo. Essa é a primeira de muitas mudanças que estamos realizando no bar.” – comenta Renato, um dos sócios, ao falar da importância da adoção da medida em beneficio ao meio ambiente e ao bolso dos sócios. “Um resíduo que iriamos jogar no esgoto, é transformando-os em sabão. Uma economia para o bar e para o meio ambiente.” – enfatiza Lerisson.

A coleta do óleo e a fabricação do sabão é feita pela empresa PISO Ambiental, e as medidas sustentáveis adotadas pelo Januário Bar fazem parte da nova postura do comércio, ao ser certificada com o selo Eu PISO Verde, no qual atesta a responsabilidade e compromisso ao meio ambiente e a sociedade.

Acompanhe essa nova postura ambiental do Januário Bar, bem como os comércios que adotam medidas sustentáveis na fanpage da certificação Eu PISO Verde.

Da redação interna da PISO Ambiental.


Contato


ENTRE EM CONTATO



[email protected]


+55 35 3011 8058

+55 35 99225 5414


SIGA-NOS